.....

Quarta-feira, 11 de Maio de 2005

Parte do Ser…Desafio…

encantos e paixoes1.jpg


Do que foi…de mim… (pois, nesta frase parei desde ontem e fiquei com esta folha em branco…porque parte de mim…enfim, adiante…)
Gosto de desafios…bom, não sei se gosto, gosto, ou se pura e simplesmente não lhes consigo resistir… mas devo gostar, porque não aceito necessariamente qualquer um que se me apresente, logo é porque tenho método de selecção…ou não…
Há coisas em mim que não pretendo entender, gosto que aflorem e me surpreendam, não pretendo entender tudo, prefiro vivê-las…mas sim, reconheço que faz parte de mim…
Mas desde que me lembro, reajo a desafios, meto-me em encrencas, sinto frio na barriga no decorrer do mesmo e assim…é algo assim, que nos faz transpirar frio…
O resultado é assim, ou um sorriso de orelha a orelha, ou um pedido de desculpa…normalmente é assim o final…um dos dois…
O sorriso e a confiança aumenta quando ele é superado e se tem sucesso…é como alguém atravessar a meta da maratona em primeiro…
Já as desculpas apresentam-se como resultado de algo infligido – muitas vezes a nós próprios e o prelúdio para uma pena do insucesso… Por vezes não é evitável, porque somos parte integrante da história, do desafio, mas faz parte de equação…da vida.
Bom, tudo isto para tentar apresentar porque às vezes não negamos um desafio…

Tu foste um desafio…reconheci-o e aceitei-o.

Por vezes os desafios são fáceis de ser lançados, mas não aceites… Não estou a dizer que foste fácil, que eu o fui, enfim, que ambos o fomos…tivemos momentos… partes muito fáceis, tal como na altura percebi que até eram as partes importantes…
Tu também gostavas de desafios…só o não demonstravas tanto, ou como me disseste, “esperavas o certo”…talvez…

Aceitei o desafio que me propuseram…Vi a tua surpresa…
E sorri…
Aquele era o momento, pelos vistos, o nosso momento…
Senti-me como quando era criança e aceitava aqueles desafios que mais ninguém tinha coragem de enfrentar – pular o muro e ir buscar uma das bolas chutadas livremente, mas que teimavam em cair no quintal da Vizinha Maldisposta…dava um nervoso! Mas dava uma picaaaa….
Responder a um “Não és capaz de…” nunca fora tão delicioso.
Achava piada ao teu “sem jeito”, como coçavas a cabeça à lá Topo Gigio quando ficavas assim…envergonhado. O teu olhar e sorriso traiam-te…e isso, dava-me mesmo vontade de rir…
Nada me tira o gozo da “surpresa”…a tua, a minha…acrescida pela dos outros, que pela expressão precisariam de suspensórios para segurar o queixo…
Não compreendiam de onde aquilo vinha, justificaram o porquê, tempo depois…
Tímido, mas seguro deste a saber que era isso que querias, tinhas era problemas de execução…
Pensei: Isto vai ser jeitoso, então…
Estavas preocupado também, não sabias demonstrar o que e como sentias…mas sentias.
Irregular, mas de irregular nada tínhamos…e ríamos e brincava-se e conversava-se e partilhava-se…fazíamos piruetas, sem nenhum de nós dançar ballet…
Pessoas incríveis a viver algo de excepcional… fomos assim descritos, e era assim que sentíamos.
Mas…
O mundo até existia…
E até era importante…
Afinal não éramos só um desafio um para o outro…
Não fugi, encarei…
Encarei a divisão…
Não te apercebeste muito bem…E eu também não expliquei o que não queria…
Nunca percebi o que fazia estar no centro da embrulhada, nestas coisas de interesses e desafios sucessivos…complicava sempre algo simples…uma grande treta…mas nós também não éramos simples…simples, era apenas o que nos ligava.
Um deslize teu, uma falha, uma fraqueza tua, fez com que me desses o facto, para o qual não houvesse argumento…
Foi estranho e péssimo…
Não se soube separar nada…eu não sou religiosa, mas isso da cobiça e da inveja não é pecado?
(Mas até tínhamos, não em mãos, mas em vida própria uma sinopse para uma daquelas séries de amigos e afectos…)
Ambos escolhemos um lado, iguais entre si, mas diferentes ao mesmo tempo, que nos levaria para os extremos, opostos um do outro, de nós…ambos tivemos noção disso, porque ambos não somos flexíveis para nós, para os princípios e para o que era importante para nós…para quem nos rodeava…não os podíamos ver sofrer...porque isso implicava também o nosso sofrimento…eram pessoas importantes para nós…
E isso implicava levar para algo que vem no contrato do desafio: a escolha.
(Ou se aceita ou não…e isso é uma escolha)
Adiantei-me na escolha…outra característica minha (nem defeito, nem virtude, mas uma característica…).
Continuar era sinónimo de potencial sofrimento para o “mundo” que nos rodeava e que era importante para nós, pois era nele que vivíamos…e tínhamos falta…e que era de ambos também…
Desequilibraste-te e eu aproveitei para tomar a iniciativa…também se tinha sido eu a aceitar o desafio e a levar-te para ele, era legítimo que assim fosse…
Alguém teria de tomar a iniciativa, neste caso, eu….nem que essa iniciativa se revestisse de um princípio, que era fim…

SeeUArround ... e Afins ;-)

Fetiche

publicado por Pontog às 17:43
link do post | Dedos Marotos | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 12 de Maio de 2005 às 01:36
Este texto atinge a alma de qualquer um... É excelente, profundo, verdadeiro, sentido, e carregado de ênfase e emoção forte... Respira esse ar de liberdade que te rodeia, mas lembra-te que apesar de todos precisarmos de um tempo a sós, também precisamos de companhia... Não construas um muro à tua volta sem uma porta para entrares e saires! :) E um último comentário as escolhas existem e são para serem tomadas contudo existem escolhas certas e erradas, mas mesmo assim nunca deixam de ser as tuas... Cuida-te...DarkAngel
</a>
(mailto:dark__angel@iol.pt)


De Anónimo a 11 de Maio de 2005 às 17:59
Não vou alongar-me no comentário... sabes bem o q sinto qd leio este texto :-) só posso dizer que n me canso de o ler... e leio... e (re)leio... e cada vez o sinto mais... :-) beijinho
Erotica
</a>
(mailto:Eroticaa@sapo.pt)


Dedos Marotos

..

Imagem(037).jpg

.Mais sobre Nós

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28


.Posts recentes

. Regressei (acho..)

. Vem aí o Natal...! Ho!Ho!...

. Catálogo púbicus! (perdão...

. Voltei...

. To whom it may concern...

. Os sonsos...

. Dia do Egoísmo (Reposição...

. A história D'el feijão má...

. Feliz Aniversário, Kiinky...

. O primeiro beijo

.Preliminares

. Fevereiro 2007

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.tags

. todas as tags

..

eXTReMe Tracker

.Interesses Especificus

SAPO Blogs

.subscrever feeds